sábado, 31 de agosto de 2013

Fazendo uma horta

 Já pensou em cultivar sua própria verdura? Para ter uma horta não precisa de grande espaço, basta ter um pequeno quintal, varanda onde bata sol pelo menos quatro horas por dia. Faça você mesmo um suporte bastante acessível para o cultivo de hortaliças.
Você pode usar garrafas pet para plantar suas mudas, ou pequenos vasos, jardineiras.
Vou mostrar de que com um pouco de espaço e usando  material reciclável você poderá ter alfaces ou ervas fresquinhas. 

Usando garrafa pet:

Como fazer:
Passo - 1

Passo 2


Passo 3 - 

Passo 4 - Prenda uma alça de arame na garrafa pet onde você irá pendurar em uma parede ou em algum suporte e assim irá ganhar mais espaço.

Passo 5
Assim que plantar regue a muda.
Passo 6
 Regar uma vez ao dia, pela manhã ou de tardinha. Nos dias de muito calor regar duas vezes ao dia.

Veja depois de um mês.


Poderá usar vasinhos.


Gostou da ideia? Então é só começar a juntar as garrafas pet  para começar sua horta. Procure um viveiro ou estufa onde poderá adquirir a terra e mudas e comece a cultivar suas próprias hortaliças, como cebolinha, salsa, pimenta... é muito bom e divertido cultivar suas próprias verduras.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Pimenta dedo de moça

Especie: Capsicum baccatum - var. pendulum


Origem: Brasil
Outros nomes: Chifre-de-veado, pimenta vermelha e pimenta calabresa
Pungência: Picante baixo
Usos: molhos líquidos, conservas e calabresa (desidratadas na forma de flocos com as sementes)
Folhas verdes-escuras com 13x7 cm.

Flor única por nó, corolas brancas, manchas amarelas na base dos lóbulos e anteras marrons.

Frutos de cor vermelha quando maduros medindo de 7 a 10 cm de comprimento, com sementes de cor palha que germinam entre 8 a 14 dias da semeadura, e a colheita ocorre 100 dias após.

A pimenta calabresa é obtida a partir da desidratação e flocagem da pimenta vermelha.
Muito usada na culinária brasileira, principalmente na elaboração de linguiças.
Ela fresca perfuma e dá sabor as carnes, aves, e peixes, além de molhos e geleias.
Muito usada na cozinha baiana e tailandesa.

domingo, 9 de junho de 2013

Borboletas no jardim

video
Vanilai

Bacupari

Bacupari-anão (Garcinia brasiliensis)

Família: Clusiaceae
Característica: Arvoreta que inicia a produção bem jovem.



Trata-se de uma espécie de bacupari de menor porte. Nativa da Mata Atlântica.


Suas folhas são simples, sempre em pares, lisas, duras e de um verde brilhante.


Flores são brancas e bem pequenas. Muito visitada pelas abelhas que vem em busca do seu néctar.
Aqui no noroeste paulista está em plena  floração e frutificação (fevereiro-junho).
Fruto redondo com 3 a 4 centímetro de diâmetro, amarelo chegando a um amarelo gema quando no ponto final de maturação, com uma ou duas sementes coberta por uma fina polpa, um tanto ácida.
Propaga-se por sementes, pode ser plantada em vaso com bastante sucesso. Tolera sombra e é muito produtiva.

Uso: in natura, suco, sorvete, geleia...



segunda-feira, 11 de março de 2013

Sete-copas

Sete-copas (Terminalia catappa)


Família: Combritaceae
Origem: Ásia
Siclo de vida: Perene
Nomes populares: Chapéu-de-sol, amendoeira, amendoeira-brava
As inflorescências são espigas alongadas, terminais nos ramos com flores pequenas de cor creme.


Suas folhas são simples, alternas, concentrada no ápice dos 
ramos.

Os frutos são comestíveis, verdes quando imaturos e ao amadurecerem  vão de uma cor amarela ao vermelho.
Cada fruto tem uma semente dura, com amêndoa também comestível.
Multiplica-se por sementes.
Curiosidades: seus frutos são muito procurados pelos morcegos.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Bucha vegetal

Bucha vegetal (Luffa cylindrica)


Família: Cucurbitaceae
Origem: Ásia, África e Nordeste do Brasil
Ciclo: Anual


Herbácea com gavinhas, suas folhas são grandes de um verde vistoso.


Sua flor muito parecida e até confundida com a flor da abóbora.


Esponja fibrosa muito útil na higiene pessoal. Existem algumas variedades de bucha, e esta aqui a denominamos popularmente de bucha-seda por ser uma esponja muito macia e excelente para usá-la como esponja para banho.



sábado, 2 de fevereiro de 2013

Melão-de-são-caetano

Melão-de-são-caetano (Momordica charantia)


 Família: cucurbitaceae

Este vegetal silvestre é um cipó herbáceo bastante frequente em pomares,  sobre cercas, alambrados e em terrenos baldios.
Ele é valorizado pelo seu sabor amargo, pode ser consumido fresco,  em conservas, cozidos em sopas. É usado na cozinha japonesa.


O fruto novo é verde que muda de tonalidade para o alaranjado quando amadurecem.



Quando maduros eles se abrem mostrando suas sementes vermelhas e brilhantes.



Sua flor é bem pequena em relação a sua folha.
Esta herbácea tem propriedades medicinais.








Sendo um cipó ele se  conduz como uma trepadeira.
Aqui ele usou a cerca como tutor.

domingo, 9 de dezembro de 2012

Pachira aquatica

Munguba (Pachira aquatica)
Outros nomes populares: Castanheiro-do-maranhão,Monguba, Muncaba, Mamorama, Falso-cacau, Cacau-selvagem, Castanheiro-de-guiana, Castanheira-da-água 
Família:Bombacaceae
Origem: América Central, América do Sul

Linda árvore de clima tropical, sua copa é arredondada e por ser uma planta ornamental é muito usada na arborização urbana e rural. Chega atingir até 18 metros de altura.


Esta árvore está localizada no Bairro Viradouro zona rural do município de Valentim Gentil. SP

Sua flor é perfumada e muito bonita.

Seu fruto ´e muito parecido com o cacau.


Suas sementes são comestíveis. Que podem ser consumidas torradas, assadas e fritas.

Fonte de pesquisa: Jardineiro.Net
Fotos: Maria de Lourdes Ruiz

domingo, 20 de maio de 2012